Caminhos que se cruzam (23)

tumulo_da_ressurreicao-theresurrectionofthechr

ANO NOVO

Tudo o que percebemos com a visão é o resultado da luz emitida ou refletida pelo objeto “percebido”. A luz possui uma velocidade constante, (aproximadamente 300.000 km/seg), um raio de luz do nosso sol demora aproximadamente oito minutos para chegar até nós. Dessa forma quando percebemos esse raio, quando olhamos para o nosso Sol, estamos vendo não o presente, mas o passado, algo que ocorreu há oito minutos atrás. A estrela mais próxima da Terra depois do Sol é Próxima Centauri, a sua distância da Terra corresponde a 270 mil vezes a distância da Terra ao Sol, ou aproximadamente 4,2 anos-luz, ou seja, a luz de Próxima Centauri leva 4 anos para chegar até aqui. É uma percepção do passado, de 4 anos atrás! E essa é a estrela mais próxima… Quando olhamos para o céu à noite estamos vendo o passado, luzes que viajaram milhares, milhões de anos. Provavelmente algumas já se extinguiram e nem existem mais ou ainda estão em outro local totalmente diferente do que estamos observando! O que observamos não corresponde à realidade, ao presente, mas ao passado. Nossa mente vive do passado e no passado. Jesus em um dos exercícios do UCEM ensina: “Idéias velhas sobre o tempo são muito difíceis de serem mudadas, porque tudo aquilo em que acreditas tem suas raízes no tempo…” mais à frente no texto Ele diz: “Olha para uma xícara, por exemplo. Vês uma xícara, ou estás meramente revendo as tuas experiências passadas de pegar uma xícara, estar sedento, beber, sentir a borda de uma xícara contra os teus lábios, tomar café e assim por diante? E as tuas reações estéticas em relação à xícara, também não estão baseadas em experiências passadas? De que outra maneira saberias se, ao deixá-la cair, esse tipo de xícara se quebraria ou não? O que sabes sobre essa xícara exceto o que aprendeste no passado? Exceto pelo teu aprendizado passado, não terias nenhuma idéia do que é essa xícara. Então, será que realmente a vês?” Esta idéia pode ser estendida a tudo, sem exceção, à uma xícara, à uma estrela, ao mundo todo que nos rodeia, e à nós mesmos. Tudo o que nos aflige e nos desequilibra seja negativamente ou positivamente está baseado em pensamentos, sentimentos ou atitudes experimentadas no passado próximo ou distante. Da mesma forma que olhamos para o céu estrelado e vemos uma falsa realidade, a qualidade dos nossos relacionamentos, nossos medos, raivas, julgamentos, conceitos e pré conceitos são baseados na ilusão do passado que criamos em nossas mentes e que cuidamos e veneramos como se fosse real. No Novo Testamento Jesus diz “…Ninguém tira remendo de vestido novo e o põe em vestido velho; de outra forma rasgará o novo, e o remendo do novo não condirá com o velho. Outrossim ninguém põe vinho novo em odres velhos; de outra forma o vinho novo arrebentará os odres, e ele se derramará, e estragar-se-ão os odres. Pelo contrário vinho novo deve ser posto em odres novos. Ninguém que já bebeu vinho velho, quer o novo; porque diz: O velho é bom.” Que este ano que se inicia seje realmente NOVO, que tenhamos coragem, força e sabedoria para deixarmos não a luz do passado mas a Luz dos Milagres entrar em nossas mentes e corações. Que o Espírito Santo possa renovar o velho e que todos possamos beber do Vinho Novo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: